BRASPEN Journal
https://braspenjournal.org/article/doi/10.37111/braspenj.2024.39.1.1
BRASPEN Journal
Artigo Original

Associação entre estado nutricional, marcadores inflamatórios e tempo de internação de pacientes com câncer hospitalizados

Association between nutritional status, inflamatory markers and time of stay among hospitilized cancer patients

Raissa D Rosevelt Correia Monteiro, Lilian Pereira da Silva Costa

Downloads: 2
Views: 283

Resumo

Introdução: A desnutrição é comum no câncer e a inflamção sistêmica está presente nesta população, tanto na etiopatogênia como no desenvolvimento do tumor. A depleção nutricional ocasiona complicações, como o aumento do tempo de internação e dos custos hospitalares. O objetivo do estudo foi verificar a associação entre estado nutricional, marcadores inflamatórios e tempo de internação de pacientes com câncer hospitalizados. Método: Foi realizado um estudo observacional, transversal, indutivo e descritivo. Para avaliar o estado nutricional, usou-se a antropometria, por meio da adequação da circunferência braquial (ACB), índice de massa corporal (IMC) e a contagem total de linfócitos (CTL). A inflamação sistêmica foi verificada pela relação Neutrófilos-Linfócitos (RNL) e relação Plaquetas-Linfócitos (RPL), usando o teste de correlação de Spearman nas variáveis quantitativas. Resultados: Encontrou-se correlação das variavéis de estado nutricional com as de inflamação, entre a RNL com ACB(ρ=-0,302; p<0,05), RNL com IMC (ρ=-0,374; p<0,05), RPL com IMC (ρ= -0,343; p<0,05), CTL com RNL (ρ=-0,571; p<0,001) e CTL com RPL (ρ=-0,712; p<0,001). Também encontrou-se correlação dos marcadores inflamatórios com o tempo de internação, entre a RNL com tempo de internação (ρ=0,311; p<0,05) e da CTL com o tempo de internação (ρ=-0,370; p<0,05). Conclusão: Existe uma associação entre o estado nutricional do paciente, a inflamação sistêmica e o tempo de internação. Os dados mostram que quanto melhor o estado nutricional, menor a inflamação e menor o tempo de internação e vice-versa.

Palavras-chave

Estado Nutricional; Câncer; Biomarcadores; Inflamação; Tempo de Internação

Abstract

Introduction: Malnutrition is common in cancer and systemic inflammation is present in this population, both in etiopathogenesis and tumor development. Nutritional depletion causes complications such as increased length of stay and hospital costs. The aim of the study was to verify the association between nutritional status, inflammatory markers, and length of stay in hospitalized cancer patients. Method: An observational, cross-sectional, inductive, and descriptive study was carried out. To assess nutritional status, anthropometry, through brachial circumference adjustment (BCA), body mass index (BMI) and total lymphocyte count (TLC) were used. Systemic inflammation was verified through neutrophil-lymphocyte ratio (NLR) and platelets-lymphocyte ratio (PLR), using a Spearman's correlation test for quantitative variables. Results: A correlation was found between nutritional status and inflammation variables, between NLR and BCA (ρ=-0.302; p<0.05), NLR and BMI (ρ=-0.374; p<0.05), PLR and BMI (ρ=-0.343; p<0.05), TLC and NLR (ρ=-0.571; p<0.001), and TCL and PLR (ρ=-0.712; p<0.001). A correlation was also found between inflammatory markers and length of stay, between NRL and length of stay (ρ=0.311; p<0.05), and CTL and length of stay (ρ=-0.370; p<0.05). Conclusion: There is an association between the nutritional status of the patient, systemic inflammation, and length of stay. The data show that the better the nutritional status is, the less inflammation patients will have and the shorter the length of hospital stay will be, and vice-versa.

Keywords

Nutritional Status; Cancer; Biomarkers; Inflammation; Length of stay

Submetido em:
19/12/2023

Aceito em:
19/02/2024

65fb7aeba953957b4518c514 braspen Articles
Links & Downloads

BRASPEN Journal

Share this page
Page Sections